The Boys T.1

Baseado nos comics da autoria de Garth Ennis e Darick Robertson, vamos acompanhar uma realidade em que os super-heróis cedem aos vícios e necessidades mais básicos da Humanidade. A Vought International é o conglomerado financeiro, responsável pela gestão de imagem e dos serviços destes heróis pelo território americano.

É sem dúvida uma visão cínica da sociedade, procurando explorar o conceito de que o poder corrompe. A premissa inicial da narrativa passa pela responsabilização das ações destes super-heróis, que são venerados pelo status quo. Hugh Campbell é um jovem cuja namorada é acidentalmente assassinada por A-Train, um dos membros dos The Seven, claramente inspirado na Justice League, da DC.

Incapaz de lidar com a sua perda, Hugh acaba por conhecer Billy Butcher, um membro da CIA, que o recruta para a sua equipa, no sentido de iniciar uma investigação para expor a verdade acerca dos super-heróis e da Vought. Ao longo dos primeiros episódios, vamos conhecer os restantes membros da equipa (The Boys), mais especificamente Mother’s Milk e Frenchie.

A sub-narrativa apresenta-nos os restantes membros dos Seven: Translucent, The Deep, Queen Maeve, Black Noir e Homelander, o líder. Lentamente, vamos compreendo as escolhas morais dúbias e o abuso de poder da equipa, que acaba por receber um novo membro, Starlight, que se irá converter no interesse amoroso de Hugh Campbell.

Sem entrar em grandes detalhes, posso igualmente adiantar que existem manobras de bastidores no sentido de que as Forças Armadas contratem os serviços da Vought, para que os seus super-heróis possam ser utilizados como armas. Essa investigação vai permitir aos The Boys entrar em contacto com Kimiko, uma jovem asiática que tem super-poderes e que pode ser a chave para anular os planos da Vought.

O humor negro acaba por ser uma constante nesta primeira temporada, que explora temas como as drogas, a religião e as escolhas sexuais, ao longo de oito episódios de elevada qualidade. Eric Kripke é o responsável pela adaptação da série e faz um trabalho muito competente, numa série que recomendo vivamente a todos os leitores. A segunda temporada estará disponível na Amazon Video, em Julho de 2020, embora possam existir atrasos, face á situação global de pandemia.

Acerca de hugocardoso

Membro da fantástica colheita de ©1978. Utilizador de . Adepto do SLB, LA Lakers e Colorado Avalanche. Entusiasta de Retro Gaming, Cinema e BD. Colecionador de Estátuas na escala 1/6. Fã #1 de Muttley, o 🐶

Consultar mais artigos de hugocardoso →

2 comentários no artigo “The Boys T.1”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.