Este filme apresenta uma visão muito dark do Universo DC, com a derrota da Liga da Justiça e o triunfo completo de Darkseid. A narrativa tem início da Watchtower, com os novos elementos da Liga, Lex Luthor e John Constantine a serem informados do plano de ataque a Apokolips. Em contrapartida, fica definido que os Teen Titans ficam responsáveis pela defesa do Planeta.

Escusado será dizer que este plano vai ter um final trágico, com os Paradooms (híbridos dos Parademons com ADN de Doomsday) a causarem inúmeras baixas nos membros da Liga, que se vê forçada a retirar. No Planeta Terra, o cenário não é muito distinto, com elevadas baixas na equipa dos Titans.

A narrativa avança dois anos, mostrando um planeta conquistado e sob o controlo de Darkseid. Ficamos a saber que Batman sofreu uma lavagem cerebral, tornando-se no braço direito de Darkseid e que alguns super-heróis foram transformados em Cyborg Furies, fazendo parte do exercito privado do vilão.

Os poucos sobreviventes responsabilizam Super-Homem, que sobreviveu mas perdeu os seus poderes, após ter sido injectado com kryptonite líquido. Em conjunto com Raven e Lois Lane, Clark criou uma Resistência mas necessita da ajuda de Constantine, para tentar encontrar Damian Wayne, que na sua opinião será o segredo para reverter a lavagem cerebral de Batman.

Relutantemente, Constantine opta por ajudar, contando com a ajuda do seu parceiro de bebida, Etrigan. Damian mantém um ressentimento elevado por Super-Homem, mas acaba por colocar as questões pessoais de parte, numa tentativa desesperada de reencontrar o seu pai.

Lois Lane consegue recrutar, de forma criativa, a ajuda da Suicide Squad, liderada por Harley Quinn e que conta com Captain Boomerang, Cheetah, Bane, King Shark e Black Manta. O plano passa por infiltrar a LexCorp, onde se encontra o Boom Tube, que permitirá à equipa viajar até Apokolips.

Darkseid decide conquistar Oa e, na Terra, com a ajuda de Lex Luthor, a equipa consegue viajar para Apokolips, onde tem a primeira batalha com as Cyborg Furies, que são lideradas por Wonder Woman. Constantine consegue libertar a Princesa Diana do controlo de Darkseid e a equipa encontra The Flash, numa passadeira que fornece energia a Apokolips. Após o libertarem, conseguem igualmente salvar Cyborg mas deparam-se com o regresso de Darkseid.

O vilão ordena que Batman assassine Damian, algo que não ocorre, quebrando o controlo mental com Bruce, que vê o seu filho ser atingido mortalmente por Darkseid. Segue-se uma batalha épica e uma série de decisões que irão devolver os poderes a Super-Homem e libertar Trigon do controlo de Raven.

No derradeiro acto, Cyborg consegue aprisionar Apokolips num buraco negro e na Terra a Suicide Squad, Lois e Luthor fazem o sacrifício supremo para destruir os Paradooms. O filme termina com Batman a constatar que um terço do núcleo do planeta foi consumido por Darkseid e Constantine convence Barry a criar um segundo Flashpoint, de forma a reverter todos os eventos que ocorreram.

Justice League Dark: Apokolips War, conforme mencionei, é uma visão extremamente negra da Justice League, quase num cenário ElseWorlds, demonstrando o que seria o Mundo quando os heróis são derrotados. Preparem-se para mortes brutais e para sacrifícios invulgares de vilões, numa tentativa desesperada de derrotar Darkseid.

Posso afirmar com convicção que este é o meu filme preferido de 2020 até ao momento.

Bom
80%
The following two tabs change content below.

hugocardoso

Criador / Fundador do Portal Pessoal
Membro da fantástica colheita de ©1978. Utilizador de . Adepto do SLB, LA Lakers e Colorado Avalanche. Entusiasta de Retro Gaming, Cinema e BD. Colecionador de Estátuas & Mini-Figuras. Fã #1 de Muttley, o 🐶

Últimos artigos de hugocardoso (Ver todos)

Participa no debate. A tua opinião é fundamental.