A narrativa vai decorrer inicialmente a bordo do Abigail, que é comandado por Strand, que aparenta ter uma agenda escondida. Sem colocar grandes spoilers, posso adiantar que vamos ter uma separação do grupo, assim como o desvendar de alguns segredos dos principais membros da tripulação.

A infeção continua a expandir, atingindo grande parte dos EUA e México, confirmando-se que as grandes cidades estão sob o controlo dos zombies. Há uma clara tentativa de humanizar as personagens, explicando o passado e justificando algumas acções com essa carga negativa. A luta pela sobrevivência torna-se real, mudando o carácter e os valores que regem grande parte do grupo.

Aliás, diria que esta segunda temporada se transforma no catalizador de uma transformação profunda, aproximando um pouco a série de Walking Dead. Pela primeira vez, torna-se uma luta pela sobrevivência, em que apenas os mais fortes podem vencer. Gostei francamente do rumo que FTWD tomou, terminando num cliffhanger muito interessante, em que temos uma milícia ou militares a controlar uma zona específica da fronteira.

Estou igualmente curioso para descobrir como vão decorrer as várias histórias paralelas que se criaram com a separação quase completa do grupo. E mais uma vez, sem colocar spoilers, vamos ter saídas e entradas da narrativa. Resta saber se serão definitivas ou não…

The following two tabs change content below.

hugocardoso

Criador / Fundador do Portal Pessoal
Membro da fantástica colheita de ©1978. Utilizador de . Adepto do SLB, LA Lakers e Colorado Avalanche. Entusiasta de Retro Gaming, Cinema e BD. Colecionador de Estátuas & Figuras. Fã #1 de Muttley, o 🐶

Últimos artigos de hugocardoso (Ver todos)

Participa no debate. A tua opinião é fundamental.


Qual é o resultado final de 9 + 16 ?
Please leave these two fields as-is:
O SPAM não será tolerado neste espaço, pelo que solicito o preenchimento do formulário acima indicado. Muito obrigado.