Game of Thrones T.3

Após uma batalha épica em Blackwater, Stannis Baratheon é forçado a retirar as suas tropas, graças à extraordinária estratégia de Tyrion Lannister, que fica gravemente ferido.

Jaime Lannister continua a sua viagem com Brienne of Tarth, que mantém a intenção de cumprir a promessa que realizou a Lady Catelyn Stark. Esta temporada apresenta um número impressionante de histórias paralelas, que definem alterações profundas na distribuição de forças no mapa de Westeros.

No Norte, os Stark estão a perder a guerra, apesar de terem vencido todas as batalhas. Ao quebrar a promessa de casamento com a filha de Lord Walder Frey, as forças de Robb ficaram substancialmente mais fracas, o que impede avanços significativos. Bran e Rickon Stark continuam a sua viagem para a Wall, enquanto Sansa se vê novamente numa situação complicada, em que passa a depender dos Tyrells e de Petyr Baelish.

Em Dragonstone, Ser Davos é feito prisioneiro, após tentar assassinar Melisandre e para além da Wall, Jon Snow conhece Mance Ryder, o líder dos rebeldes, que conseguiu unir dezenas de tribos e raças distintas. Finalmente, em Astapor, Daenerys consegue finalmente o seu exército, os Unsullied, eunucos treinados especificamente para a arte da guerra.

Como sempre, vou evitar os spoilers mas diria que esta temporada fica marcada pelos últimos dois episódios, especificamente com o Red Wedding, em que tudo irá mudar, criando uma série de eventos que terá impacto profundos em várias das personagens.

The following two tabs change content below.

hugocardoso

Criador / Fundador do Portal Pessoal
Membro da fantástica colheita de ©1978. Utilizador de . Adepto do SLB, LA Lakers e Colorado Avalanche. Entusiasta de Retro Gaming, Cinema e BD. Colecionador de Estátuas & Figuras. Fã #1 de Muttley, o 🐶

Últimos artigos de hugocardoso (Ver todos)

Participa no debate. A tua opinião é fundamental.