Prometheus

Os filmes que elegi como os mais esperados de 2012 estão a estrear de forma quase sucessiva. Esta semana tive a oportunidade de ir ver a prequela de Alien, que narra as aventura da nave Prometheus. Esta é a minha opinião acerca do filme.

A escolha do nome Prometheus é muito curiosa, sobretudo pelo facto da sua importância em termos mitológicos. Essa temática é abordada no início e mantém-se constante ao longo da narrativa, conduzindo a múltiplas interpretações e simbologias. As minhas expectativas em relação ao filme eram francamente elevadas, devido ao facto de ser uma prequela, produzida e realizada por Ridley Scott  e com um elenco muito competente.

De forma muito resumida, a acção decorre em 2093, com uma viagem a um planeta desconhecido, de nome LV-223, que alegadamente alberga os “Engenheiros” da Humanidade. A equipa é composta por um andróide (tinha de ser certo?) e 16 humanos, que irão encontrar algo muito diferente daquilo que procuravam.

A grande premissa do filme fica por responder e será interessante saber se teremos uma sequela, dado que o final é bastante ambíguo. Prometheus não é um filme de acção, bem pelo contrário, o que pode afastar algumas pessoas mas no global dou um nota bem positiva. Antes de continuar, faço um alerta de spoiler, para evitar potenciais “reclamações”.

Existem alguns pontos no filme que me deixam frustado, nomeadamente o seguinte:

  1. É ou não propositado o facto das palavras de David ao Arquitecto não serem traduzidas? Ou estamos perante uma gimmick para vender a versão Blu-Ray?
  2. O final dá a entender que o Alien como o conhecemos evolui da junção do óvulo com o Arquitecto mas numa das salas existe uma imagem de uma Alien Queen, o que anula essa premissa.
  3. Este planeta será de facto uma instalação militar? Ou um templo?
  4. Se um dos Arquitectos conseguiu sobreviver, porque motivo permaneceu no planeta em estado de suspensão? Porque não atacar a Terra?
  5. A primeira cena (propositado ou não) dá a entender que um dos Engenheiros se sacrifica após ser abandonado na Terra, misturando o seu ADN com os micro-organismos existentes. Outra interpretação poderá ser que é abandonado no planeta onde a narrativa se desenvolve, devido ao vírus.
No fundo, Prometheus acaba por levantar mais questões, fornecendo poucas respostas. É um filme interessante, com algumas falhas e em que Charlize Theron é uma personagem secundária, sem grande relevância para o enredo. Destaque para Michael Fassbender e Noomi Rapace, que são as estrelas, entrando muito bem nas personagens criadas (que são terrivelmente semelhantes a Bishop e Ripley).
The following two tabs change content below.

hugocardoso

Criador / Fundador do Portal Pessoal
Membro da fantástica colheita de ©1978. Utilizador de . Adepto do SLB, LA Lakers e Colorado Avalanche. Entusiasta de Retro Gaming, Cinema e BD. Colecionador de Estátuas & Figuras. Fã #1 de Muttley, o 🐶

Últimos artigos de hugocardoso (Ver todos)

Participa no debate. A tua opinião é fundamental.