Castlevania T.1

Quando foi confirmada a adaptação do universo de Castlevania fiquei apreensivo, dado que se trata de terreno sagrado, no que diz respeito a videojogos. Mas, após alguma pesquisa e de constatar a lista de nomes que se associou ao projeto, o entusiasmo instalou-se.

Agora que tive a oportunidade de ver a primeira temporada, posso adiantar que estamos perante algo épico e que faz jus ao material original. A narrativa decorre em Wallachia, no ano de 1455, em que uma humana, de nome Lisa, resolve solicitar ajuda a Dracula Tempes, um vampiro com largos conhecimentos ao nível da ciência e medicina.

A relação evolui do plano profissional para o pessoal, culminando no matrimónio. Tudo parece correr pelo melhor, até que em 1475, na cidade de Târgoviste, um bispo resolve acusar Lisa de bruxaria, após encontrar material científico em sua casa. Como era apanágio na época, fruto do fanatismo religioso, é realizada uma execução na fogueira, que irá despontar a ira de Dracula, que jura vingar a morte da sua esposa no espaço de um ano.

Alucard, o filho de Lisa e Dracula implora para que o Pai reconsidere, sugerindo apenas que castigue os responsáveis pela morte da Mãe. Mas o Rei dos Vampiros encontra-se cego pelo sentimento de vingança e no aniversário da morte de Lisa, lança o seu exército na cidade, com o intuito de aniquilar todos os Humanos.

Em Gresit, uma cidade próxima, Trevor Belmont salva um ancião, acusado de ser o responsável pelo ataque de Drácula, vindo a descobrir que este homem é o líder de uma ordem designada The Speakers, que acredita na existência de um Soldado Adormecido, capaz de derrotar o rei dos Vampiros.

Relutantemente, Trevor acaba por ajudar o ancião, derrotando um Cíclope e libertando a sua sobrinha, Sypha, com quem vai desenvolver uma relação de amizade única. Esta primeira temporada foca-se no desenvolvimento de personagens, apresentando as suas motivações e criando o enquadramento necessário para a batalha que irá ocorrer na temporada seguinte.

Após os eventos de Gresit, Trevor e Sypha vão descobrir o túmulo de Alucard, que se revela como “guerreiro adormecido”, formando um trio inesperado e que irá desafiar Dracula.

Em conclusão, este projeto da Netflix é absolutamente brilhante, conseguindo conjugar narrativa e ação de forma perfeita, proporcionando uma experiência envolvente ao longo dos seis episódios.

       

Perfil de hugocardoso

Membro da fantástica colheita de ©1978. Utilizador de . Adepto do SLB, LA Lakers e Colorado Avalanche. Entusiasta de Retro Gaming, Cinema e BD. Colecionador de Estátuas na escala 1/6. Fã #1 de Muttley, o 🐶

Aceder a todos os artigos de hugocardoso →

3 Comentários em “Castlevania T.1”

  1. A Flight simulator around the Xbox 360 wheree I’m able to pit my skills opposed to the best the net.
    The controls are friendly for beginners, however, there is a associated with depth for
    hard core flight fanatics.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.