District 9

Neill Blomkamp realiza e apresenta-nos um filme de ficção científica diferente do que estamos habituados. Existem paralelismos claros com o Apartheid, segregação racial e campos de concentração sobre a forma de District 9, uma zona reservada exclusivamente a extra-terrestres.

Grande parte do enredo desenvolve-se em torno da realocação da população “alien”, com muita violência à mistura. E a partir desta fase entram em cena os spoilers. Sharlto Copley foi uma agradável surpresa em termos de representação, mas tenho igualmente de destacar a excelente realização e efeitos especiais do filme.

Blomkamp consegue aliar quase na perfeição as personagens “reais” e o CGI, o que é excelente, sobretudo se pensarmos que se trata de um filme com orçamento de 30 milhões de dólares (claramente um filme low budget). A história é cativante e a forma como é narrada consegue deixar-nos bem “agarrados” à cadeira. Na minha opinião, District 9 é um dos grandes filmes do ano, sendo provável uma sequela.

Posso garantir-vos que assim que possível, irei adquirir a versão em DVD. Termino este post, recomendando o filme a todos os fãs de ficção científica, mas também aos amantes de bom cinema!

The following two tabs change content below.

hugocardoso

Criador / Fundador do Portal Pessoal
Membro da fantástica colheita de ©1978. Utilizador de . Adepto do SLB, LA Lakers e Colorado Avalanche. Entusiasta de Retro Gaming, Cinema e BD. Colecionador de Estátuas & Figuras. Fã #1 de Muttley, o 🐶

Últimos artigos de hugocardoso (Ver todos)

Participa no debate. A tua opinião é fundamental.