Avatar

Há quinze anos atrás, James Cameron escreveu uma história passada no planeta Pandora, em que os nativos tentam evitar a destruição da fauna e flora por parte do Homem. Nessa altura, frisou que iria aguardar pela tecnologia necessária para poder realizar este filme. Pois meus amigos, preparem-se porque essa altura chegou!

O hype relativamente a este filme tem vindo a acumular-se há mais de dois anos, já tinha lido rumores e visto imagens e vídeos que anteviam algo muito interessante. Hoje as minhas dúvidas dissiparam-se por completo: estamos perante um filme excelente, com um enredo simples mas atractivo e com uma beleza de imagem incomparável. Somos “catapultados” para este mundo durante três horas e confesso que ficaria de bom grado mais algum tempo, tal é o impacto e a alegria que o filme transmite. Somos completamente absorvidos para esta aventura e estabelecemos laços fortes com as personagens, o que na minha opinião, reforça ainda mais o interesse no filme. James Cameron consegue que nos interessemos genuínamente pelo destino deste mundo, o que é extraordinário, dado que o Homem representa o vilão neste filme.

No que diz respeito a efeitos especiais, preparem-se porque nunca viram algo assim. Devia ser considerado um crime não ver este filme em 3D: os pormenores do pó, das cinzas, dos animais são absolutamente épicos. As interpretações são muito boas, com especial destaque para Zoe Saldana (Neytiri), Sam Worthington (Jake Sully), Sigourney Weaver (Dra Grace Augustine) e Stephen Lang (Coronel Miles Quaritch). Destaco igualmente a qualidade da animação das personagens de CGI, James Cameron desenvolveu um novo processo que utilizou exclusivamente para este filme e vão notar claramente que as expressões e linguagem corporal são assustadoramente reais, um dos grandes segredos para a ligação com o enredo que descrevi no parágrafo anterior.

Não queria colocar spoilers, pelo que não me vou alongar muito nos comentários. Vou terminar, recomendando obviamente o filme, que é excelente. A forma como a história é contada tem algo de clássico, mas esse é um forma de realização muito própria de Cameron, mas valeu bem a pena esta espera de quinze anos. E reitero o tweet que lançei após ver Avatar:

“Esqueçam o cinema como o conheceram. Chegou o Avatar!”

Este filme vai marcar claramente uma época, mas vai necessitar de ser um êxito de bilheteira. Custou mais de 230 milhões de dólares, tornando-se no mais caro filme da História do Cinema.

The following two tabs change content below.

hugocardoso

Criador / Fundador do Portal Pessoal
Membro da fantástica colheita de ©1978. Utilizador de . Adepto do SLB, LA Lakers e Colorado Avalanche. Entusiasta de Retro Gaming, Cinema e BD. Colecionador de Estátuas & Figuras. Fã #1 de Muttley, o 🐶

Últimos artigos de hugocardoso (Ver todos)

Total de comentários: 4

  1. A utilizar Safari 5 Safari 5 em Mac OS X 10.6 Mac OS X 10.6

    Só agora é que viste? 😛

  2. claudia mascote diz:
    A utilizar Safari 5 Safari 5 em Windows Vista Windows Vista

    Bom muito bom 😉 aqui o 3 D faz sentido em todo o filme que é belissimo, Concordo contigo não desilude nada, muito pelo contrário 😀 .

    Parabéns pelo teu Blog que está impecavél 😛

  3. A utilizar Safari 4 Safari 4 em Mac OS X 10.6 Mac OS X 10.6

    Tenho aqui no baú o Zombieland. Ainda bem que falas nisso. Recomendo vivamente o filme, tem as suas falhas mas penso que não vai desiludir a comunidade geek :mrgreen:

  4. Dextro diz:
    A utilizar Firefox 3 Firefox 3 em Windows 7 Windows 7

    Tal como eu disse no twitter estava com sérios receios que o James Cameron tivesse deixado o Hype deste filme subir demasiado para não conseguir atingir as expectativas que criou e como ainda não vi o filme vou ter de continuar com esse receio.

    Porém as tuas palavras deixam-me mais descansado pois pelo que dizes é um excelente filme e até hoje não tenho razão para duvidar das tuas sugestões. Fica na lista de coisas a ver rapidamente no cinema (primeiro Zombieland no entanto :P)

Participa no debate. A tua opinião é fundamental.