Três anos após a estreia da nova trilogia, este arco da narrativa chega à sua conclusão. O caminho seguido por Rian Johnson, em The Last Jedi foi tudo menos consensual, o que acabou, na minha opinião, por condicionar as decisões de Rise of Skywalker.

Começo por dizer que há muito fan service, com alguns regressos da trilogia clássica e uma participação especial, numa cena com Kylo Ren. A minha maior dificuldade com esta trilogia é o facto de pouco ou nada acrescentar ao universo em questão, embora a Disney tente (desesperadamente) fazer-nos acreditar que representa o final de uma saga épica.

Como sempre, vou evitar os spoilers mas posso adiantar-vos que não fiquei convencido com a decisão de converter (novamente) Palpatine no vilão principal, em detrimento de Snoke, que é das mais personagens mais enigmáticas desta nova trilogia. O caminho seguido para Rey e Kylo Ren é igualmente extraordinariamente previsível, com clichés e uma narrativa que evitar dar grandes explicações sobre temas relevantes.

Temos a adição de algumas personagens com carisma (Babu Frik, D-O e Zorii Bliss) e a presença esporádica dos clássicos (Lando, Leia e mesmo Luke) que conseguem elevar claramente a qualidade do filme. Confesso que fiquei preocupado com o primeiro acto, que é sustentado unicamente por cenas de ação e a necessidade de explicar o que aconteceu após The Last Jedi.

O segundo acto melhora substancialmente, influenciado pela presença de Poe e Finn, que são claramente as minhas personagens preferidas desta trilogia. Volto a frisar que aprecio o fan service e as pequenas pérolas que vão estando presentes, mas fico com a nítida sensação que JJ Abrams utiliza este filme para corrigir muitos dos erros cometidos no anterior, limitando os caminhos que poderiam e deveriam ter sido seguidos.

Como fã de Star Wars, anseio pela expansão da narrativas e dos arcos mas esta nova trilogia não me convence minimamente. Aliás, sou da opinião que sem a presença das personagens clássicas, estes filmes seriam uma desilusão completa, o que nunca é positivo. Kylo Ren consegue ser um vilão fantástico, sempre que tem o capacete colocado e Rey é uma personagem interessante mas que não consegue elevar o filme ao patamar seguinte.

Como referi, ficam inúmeras questões por responder mas no acto final, The Rise of Skywalker consegue ser competente. Mas ao analisar a trilogia, como um todo, torna-se difícil encontrar uma consistência de narrativa, ficando claramente a sensação de três filmes distintos, o que me leva a dar uma nota final bem mais baixa do que gostaria.

Espero que exista um hiato no universo Star Wars, no que diz respeito a filmes. Acredito que as séries serão o futuro imediato da saga, o que me leva a crer que existirá tempo e vontade para criar novas narrativas, que complementem este arco, como sucede à data com The Mandalorian.

Para terminar, convido-vos a partilhar a opinião. Qual é o vosso feedback acerca do filme?

Mediano
72%
The following two tabs change content below.

hugocardoso

Criador / Fundador do Portal Pessoal
Membro da fantástica colheita de ©1978. Utilizador de . Adepto do SLB, LA Lakers e Colorado Avalanche. Entusiasta de Retro Gaming, Cinema e BD. Colecionador de Estátuas & Mini-Figuras. Fã #1 de Muttley, o 🐶

Últimos artigos de hugocardoso (Ver todos)

Participa no debate. A tua opinião é fundamental.