Transformers: Dark of The Moon

Os Pink Floyd não devem ter autorizado que Michael Bay utilizasse Dark Side of the Moon como título para o terceiro filme da saga, pelo que fomos presenteados com Dark of the Moon. Neste novo episódio da guerra entre Autobots e Decepticons, a narrativa desenvolve-se em torno da corrida espacial dos anos 60, com o objectivo de alcançar a parte obscura da Lua, onde se encontram os destroços de uma nave extra-terrestre.

Sam Witwicky terminou a sua relação com Mikaela Banes (Megan Fox) e tenta desesperadamente encontrar emprego na cidade de Washington. Apesar de ter o carinho e atenção de Carly (Rosie Huntington-Whiteley), Sam tem muita dificuldade em lidar com uma “existência normal”, longe de Optimus Prime e Companhia.

E com estes dois parágrafos, concluo a apresentação do que poderão esperar de Transformers 3 em termos de narrativa. Estamos claramente perante um blockbuster de Verão, com muita acção e extraordinários efeitos especiais. Apesar do hype em redor do 3D do filme, a desilusão volta a ser enorme, excepção feita ás cenas do ataque a Chicago.

A primeira parte do filme tem vários momentos cómicos, proporcionados pela família de Witwicky, Bruce Brazos (John Malcovich), Simmons e os mini-Autobots que vivem com Sam. Pelo meio, temos tempo para apreciar com maior pormenor os atributos físicos de Carly, assim como vários carros de alta cilindrada. Para tornar a experiência ainda mais épica, o filme conta com a participação de Patrick Dempsey, Buzz Aldrin, Frances McDormand e Leonard Nimoy (voz de Sentinel Prime).

Apesar da qualidade das cenas de acção e dos pequenos toques de requinte de Michael Bay, Dark of the Moon é uma desilusão em termos de narrativa. O filme é excessivamente longo, perdendo-se muitas vezes nas missões que cada uma das personagens tem que desempenhar. O resultado final é extremamente previsível e torna-se frustrante o facto de Megatron ser uma personagem secundária em todo o filme.

Para os fãs da franchise, será certamente um filme a ver, porque estão presentes quase todos os ingredientes das aventuras anteriores. Optimus Prime e Bumblebee continuam a ser as estrelas não humanas do filme e algumas das cenas do ataque à cidade de Chicago ficam na retina.

Apenas queria salientar que considero uma heresia ter sido retirada uma quote de Star Trek para utilização num diálogo entre Optimus e Sentinel Prime.

The following two tabs change content below.

hugocardoso

Criador / Fundador do Portal Pessoal
Membro da fantástica colheita de ©1978. Utilizador de . Adepto do SLB, LA Lakers e Colorado Avalanche. Entusiasta de Retro Gaming, Cinema e BD. Colecionador de Estátuas & Figuras. Fã #1 de Muttley, o 🐶

Últimos artigos de hugocardoso (Ver todos)

Total de comentários: 3

  1. Cláudia Mascote diz:
    A utilizar Safari 5 Safari 5 em Windows 7 Windows 7

    O filme é interessante, com bons momentos cómicos e de acção…. mas demasiado extenso, chegou a um ponto que já pensava, mas nunca mais acaba ?

  2. A utilizar Google Chrome 12 Google Chrome 12 em Mac OS X 10.6 Mac OS X 10.6

    Espero que tenham ficado pelo terceiro filme. Sou um grande fã da série de animação e apesar dos excelentes efeitos especiais, começo a perder o interesse pela fórmula cinematográfica que Michael Bay criou.

    Quanto ao anti-spam, vamos lá dar uma olhadela no plugin 😛

  3. Arzebiu diz:
    A utilizar Google Chrome 12 Google Chrome 12 em Windows XP Windows XP

    Também vi o filme ontem e tenho de conrcordar contigo. É um bom filme pipoca, mas fica por aí. Acho que esta série já começa a perder o encanto para mim. Se sair um próximo provavelmente já não o irei ver ao cinema.

    PS: a tua pergunta anti-spam é sempre 5+2! 😛

Participa no debate. A tua opinião é fundamental.