A segunda edição da LGW decorreu entre 5 e 8 Novembro, na FIL, junto ao Meo Arena. Sou um visitante assíduo do evento, desde os primórdios, com a XL Party e como tal, a minha presença era um dado adquirido. Antes de iniciar, saliento que este artigo serve apenas para partilhar a minha opinião acerca do espaço, produtos em exibição e claro, a relação qualidade/preço.

Em 2014 fiquei francamente satisfeito com o evento, especialmente com a quantidade de títulos novos que tinham demos disponíveis e o espaço retro, que esteve a cargo da Chipping. Na edição deste ano, apesar de termos stand para COD Black Ops 3, Uncharted 4, Mad Max e muitos outros, senti que se perdeu algo em termos de interação. Curiosamente, estive presente na sexta-feira, que contou com um número assinalável de jovens, aliado a um ritmo de cruzeiro invulgar em exposições deste tipo.

De realçar a excelência do espaço retro, que continua a encantar, chamando a atenção de várias faixas etárias. Tive igualmente a oportunidade de testar o Spectrum Vega (espero ainda vir a ter uma unidade para review) e reviver parte da minha infância, assim como viciar-me em jogos clássicos da TurboGrafx 16, PS1, Amstrad e muitos outros que fizeram as delícias de miúdos e graúdos. O meu canto preferido estava reservado para as máquinas de pinball e claro, as arcades, que foram alvo de uma batalha épica de Daytona entre mim e um amigo.

Houve igualmente uma zona específica para drones, jogos indie (dos quais destaco o épico Super Arrebenta Manos) e merchandising, com algumas lojas que são das minhas preferidas a nível nacional. Um dos pontos que sofreu um upgrade assinalável foi sem dúvida a restauração, que apresentava maior escolha, embora com preços arrojados, o que infelizmente é prática comum neste tipo de eventos. Pude testar, sem dificuldade todos os jogos que me chamaram a atenção e consegui realizar algumas pausas, no sentido de obter alguns contactos e debater preços relacionados com alguns artigos em exposição.

No global, considero que a LGW tem vindo a crescer exponencialmente, embora tenha gostado mais do evento de 2014. Existe, no entanto, muito para agradar a todos aqueles que são fãs de gaming e a nível de produtos existem ofertas atractivas que podem aproveitar. O preço do bilhete é ajustado (10 euros) e face ás ofertas que recebemos, está mais do que pago. Se não compareceram, recomendo que o façam em 2016 e aproveitem para beber um café comigo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

The following two tabs change content below.

hugocardoso

Criador / Fundador do Portal Pessoal
Membro da fantástica colheita de ©1978. Utilizador de . Adepto do SLB, LA Lakers e Colorado Avalanche. Entusiasta de Retro Gaming, Cinema e BD. Colecionador de Estátuas & Mini-Figuras. Fã #1 de Muttley, o 🐶

Últimos artigos de hugocardoso (Ver todos)

Participa no debate. A tua opinião é fundamental.