iPad – Jogos

Depois da crítica, parece-me importante falar de forma mais detalhada sobre uma das funcionalidades do iPad: os jogos. Existem vários títulos criados exclusivamente para a plataforma, o que é excelente, mas o preço em alguns casos parece-me excessivo. Na minha opinião, o talento e o investimento das empresas de desenvolvimento merece ser recompensado, mas não consigo conceber que se cobre 10-15 euros por um jogo. Se no caso do iPhone uma das vantagens é o upscale (que permite utilizar os jogos na tablet), no caso do iPad temos precisamente o inverso, o que é francamente negativo.

Também compreendo todos os argumentos que me possam apresentar, nomeadamente as comparações com a DS/PsP e outras plataformas. Mas em muitos casos, estamos a falar de jogos que foram desenvolvidos para iPhone e que não sofrem grandes alterações, excepção feita ao valor final.

Qualquer produto tem pontos negativos e o iPad não é excepção. Dito isto vamos tocar nos pontos positivos do produto: a diversidade e qualidade dos jogos. A App Store continua a fazer toda a diferença e permite ao utilizador uma vasta gama de opções. Esta é a minha actual lista de jogos:

  1. Angry Birds – tenho a versão para iPhone porque não compensa pagar mais 2 euros.
  2. Flight Control – como o valor é baixo, comprei a versão para iPhone e iPad. Genial!
  3. GodFinger – jogo gratuito e viciante, muito ao estilo de Black&White.
  4. Trundle HD – mais um jogo gratuito, que envolve física e puzzles.
  5. Harbor Master – muito semelhante a Flight Control, mas num ambiente diferente (água)
  6. Plants vs Zombies HD – o meu primeiro jogo para iPad. Zombies… precisam de mais? 😀
  7. Air Attack HD – Testei vários jogos do género, mas este é claramente o melhor.  E custa apenas 99 cêntimos.
  8. MiniGore – à semelhança de Angry Birds, tenho apenas a versão para iPhone.
  9. Pocket God – na minha opinião o melhor jogo para iPhone do mercado. Não existe versão para iPad.
  10. Cave Run – Indiana Jones meets Canabalt. É gratuito e desempenha bem a sua função
  11. Madden NFL – aproveitei uma promoção e comprei por 79 cêntimos. É excelente para o que oferece!
  12. Canabalt – utilizo também a versão para iPhone. Altamente viciante e simples…
  13. Pocket Legends – um MMO num universo 3D e é gratuito! Nota: apenas dá para jogar online.
  14. Cut The Rope HD – o objectivo é alimentar Om Nom, o nosso adorável monstro.
  15. FieldRunners HD – o melhor jogo de tower defense da Store.

No outro dia, recebi várias recomendações via Twitter, pelo que deixo os meus agradecimentos aos followers. Acredito que o iPad será uma plataforma importante para a evolução dos jogos, à semelhança do iPhone mas duvido que ameaçe as consolas. Concordam comigo? Existem outros jogos que escolheriam?

The following two tabs change content below.

hugocardoso

Criador / Fundador do Portal Pessoal
Membro da fantástica colheita de ©1978. Utilizador de . Adepto do SLB, LA Lakers e Colorado Avalanche. Entusiasta de Retro Gaming, Cinema e BD. Colecionador de Estátuas & Figuras. Fã #1 de Muttley, o 🐶

Últimos artigos de hugocardoso (Ver todos)

Total de comentários: 2

  1. A utilizar Safari 5 Safari 5 em Mac OS X 10.6 Mac OS X 10.6

    Ora muito bem, tocaste em vários pontos importantes. Concordo contigo no que diz respeito à “relevância” das tablets. Apesar de tudo, o telemóvel continua a caber no “bolso”, aumentando a sua portabilidade a níveis incomportáveis para uma tablet.

    No meu quotidiano, utilizo o iPad em casa, no café e em viagens, onde dá sempre jeito ter um ou outro jogo. É evidente que tal função pode ser realizada por um portátil, mas nesse aspecto estou inclinado para a tablet.

    Eu possuo uma Nintendo DS, que é excelente, mas que claramente não conseguiu aproveitar o potencial do touchscreen. O mesmo não se pode dizer do iOS ou do Android, que começam a dar cartas.

    Mais uma vez, concordo contigo em relação ao “hardcore gamer”. Esse publico alvo vai continuar a preferir controlos “físicos”, mas acredito que o sensor de movimentos vai ser mais do que uma gimmick. Serão necessárias evoluções mas dentro de 2,3 anos penso que estaremos uma fase em que a simbiose vai ser quase perfeita.

    E se fores para o Restelo, traz pf um dúzia de pastéis. O café pago eu :mrgreen:

  2. Dextro diz:
    A utilizar Firefox 3 Firefox 3 em Fedora 13 Fedora 13

    Pessoalmente acho que jogos no iPad, no Kindle, etc, possuem ainda menos relevancia do que os jogos no Android e no iPhone. Se nestes ultimos faz sentido para jogar no autocarro/metro ou á espera da consulta do médico, em tablets e afins não vejo qualquer razão que me faça ir jogar neles em vez de pegar numa consola com botões físicos.

    Basta olhar para a Nintendo DS e como o seu touchscreen continua, anos depois do lançamento, a ser maioritariamente usado para enfiar “gimmicks” na grande generalidade dos jogos em vez de proporcionar novas experiencias.

    Sim, existem alguns tipos de jogos que beneficiam de um touchscreen mas na sua grande generalidade servem apenas obrigar bons jogos a serem estragados pelas tentativas infrutíferas de obrigar ao uso de uma tecnologia que não é apropriada. Black and White, agora que falas nisso, era uma excelente aposta tanto num touchscreen como no outro gimmick do momento: sensor de movimentos.

    Bottom Line: eu prefiro botões nos meus jogos e a grande maioria dos jogadores partilham da mesma opinião ou, se não o fazem, vão certamente chegar a essa conclusão quando passar o factor novidade tanto dos touchscreens como dos sensores de movimentos.

    *volta para o Restelo para refilar com as caravelas*

Participa no debate. A tua opinião é fundamental.